Skip to main content

Candidata transexual ao miss bumbum é eliminada por não ter feito cirurgia genital

O concurso Miss Bumbum Brasil voltou a ser centro de polêmicas. Uma candidata trans ao concurso –  que deu visibilidade à nomes como  Andressa Urach –  foi desclassificada na sexta-feira (28). Em declaração feita à RedeTV, Cacau Oliver, responsável pela organização do concurso afirmou que a candidata (que não teve o nome divulgado) não informou que não tinha realizado a cirurgia de redesignação sexual (genital), popularmente conhecida como “mudança de sexo”. “O problema da candidata não foi o fato de ser transexual, mas sim de omitir que não tinha feito a operação de troca de sexo”, disse.

Depois da decisão está circulando na internet várias críticas ao concurso. “Absurdo. Isso é transfobia. Falta de respeito”, disse uma internauta no Twitter. Outra escreveu: “Se não tem no regulamento ela não teria obrigação de falar nada”. O concurso terá 27 modelos que representarão os estados brasileiros e a votação oficial será aberta no dia 7 de agosto. A final está prevista para acontecer no dia 6 de novembro em São Paulo. As participantes estão sendo divulgadas aos poucos nas redes sociais da competição.

Em 2012 a mulher transexual Amanda Sampaio participou como a Miss Bumbum Bahia. Na época aconteceram várias manifestações transfóbicas, mas ela ficou na disputa.

Baiana é a miss bumbum 2016
A baiana Erika Canela foi eleita a Miss Bumbum 2016 em São Paulo. A representante da Bahia foi a primeira candidata negra a vencer a competição. O negro está na moda, eu fico muito feliz. Eu mostro a beleza brasileira”, comemorou Erika em entrevista ao site “Ego” na época. Erika mostrou seus atributos e encantou os jurados em uma performance de biquíni e mostrando o samba no pé. E, claro, o bumbum perfeito.

Popular posts from this blog

'Sports Illustrated Swimsuit'

'Sports Illustrated Swimsuit' Is Launching a Swimwear Line. The swimwear and active apparel lines are set to launch in early 2018.

Meet The “Queen Of The Dark” Who Was Told To Bleach Her Incredibly Dark Skin By Uber Driver

Meet Nyakim Gatwech, the South Sudanese model who’s teaching people not to be afraid of the dark. With her deeply pigmented skin and fierce determination, she’s breaking down the barriers of conventional beauty, and encouraging others to do exactly the same. The 24-year-old burgeoning fashion icon, who now lives in Minneapolis, Minnesota, has no shame about her melanin, and she makes sure the world is aware. “My chocolate is elegant. So is what I represent… A nation of warriors,” she captioned one of her many Instagram photos, which routinely exceed 10 thousand likes each. In another, she details an experience in which an Uber driver suggested she try ‘bleaching’ her skin – and her only response was laughter. “You won’t believe the kind of questions I get and the kind of looks I get for having this skin.” Gatwech is not only an advocate for diversity in the fashion industry, but also a voice for Black rights around the world. She’s even been dubbed “Queen of the Dark,” a title she ha…

Really feeling these holiday vibes with @zalando ✨🎁 #holidaze